As principais cláusulas de uma consulta SQL

Como abordamos na primeira parte desta série (para ver a primeira parte desta série clique aqui), a linguagem SQL é diferenciada por conseguir oferecer um padrão de acesso a bancos de dados relacionais, além de ser fácil, eficiente e robusta.

Tais características fazem dela a número um em preferência por praticamente todos os desenvolvedores de interface, de banco e pelos próprios DBA’s. Neste post, vamos abordar justamente a facilidade  que ela oferece, pois os desenvolvedores não precisam ser especialistas na linguagem, mas precisam utilizá-las no dia-a-dia para desenvolver suas soluções sem recorrer aos DBA’s a todo momento.

Antes de falarmos sobre os comandos básicos da linguagem SQL, vale a pena imaginarmos uma situação que exemplifica o quanto ela é importante para todo e qualquer desenvolvedor:

Sabendo que atualmente é quase impossível pensar em uma aplicação sem um banco de dados (se este será relacional, orientado à objetos, ou outro tipo qualquer não importa) seria muito complicado e chato para os desenvolvedores de aplicações, além de dominar a linguagem de desenvolvimento (JAVA, Dot.NET, PHP, Phyton, etc.) conhecer também uma linguagem difícil, ou no pior caso, ter que a todo momento estar solicitando que o especialista de banco da empresa desenvolva a query. As duas situações seriam extremamente complicadas, mas convenhamos que a segunda seja além de complicada, improdutiva e muito chata (ainda mais se o responsável pelo banco for antissociável e grosso).

Bom depois de imaginada a situação caótica que esta linguagem nos livrou, vamos aos comandos/cláusulas básicos:

SELECT: Cláusula obrigatória em uma consulta SQL, responsável por listar todas as colunas que serão projetadas na consulta;

FROM: Nesta Cláusula informamos a fonte das informações, podendo ser apenas uma ou várias. Também é obrigatória e juntamente com a cláusula SELECT formam a base de qualquer consulta SQL;

WHERE: Cláusula não obrigatória que restringe os dados obtidos através de operações que testam se cada registro satisfaz a condição ou não;

GROUP BY: Responsável por agrupar os dados com base nos campos informados, estes poderão ser projetados na cláusula SELECT, mas somente poderá constar nesta, os campos listados no GROUP BY ou os campos em funções aritméticas internas do banco (falaremos destas funções, bem como utilizá-las nos próximos textos);

HAVING: Somente pode ser utilizado quando aplicada a cláusula GROUP BY, visando restringir os dados recuperados através de testes dos campos das funções aritméticas;

ORDER BY: Cláusula muito utilizada no dia-a-dia dos programadores, como o próprio nome já deixa a entender, tem a função de ordenar a consulta com base em determinados campos ou funções escolhidos pelo usuário, capaz de ordenar campos numéricos e strings;

Estamos chegando ao fim deste post, é hora de revisar: vimos que em uma consulta SQL existem duas cláusulas obrigatórias, SELECT e FROM, e outras quatro que não são obrigatórias, porém são muito utilizadas, e por esse motivo estas seis formam as cláusulas mais comuns do SQL.

 Como veremos nos próximos textos desta série, existe muita coisa envolvida na construção de uma consulta, mas apenas com conceitos básicos será possível criar atender a praticamente todas as demandas do dia-a-dia de qualquer desenvolvedor. Além disso, iremos abordar de maneira mais específica cada cláusula citada neste texto, com dicas e truques práticos para que todos possam acompanhar e praticar esta linguagem extremamente poderosa e muito utilizada atualmente.

Então é isso, fique a vontade para contribuir, venha trocar ideias com a gente.

Anúncios

Uma resposta

  1. […] As principais cláusulas de uma consulta SQL […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: