Graduação X Certificação

Sempre ouvi muitas coisas acerca de certificações e graduação, desde os meus tempos de graduação (que não faz tanto tempo assim) havia discussão sobre a importância destas. Contudo, o grande problema é que muitas pessoas não costumam visualizar a correlação destes dois títulos, apenas vêem como algo que deva ser feito ou não.

Desde a graduação já tinha o pensamento de que ambos os títulos são cruciais para um profissional que deseja se destacar no mercado de trabalho. Este pensamento então aumentou quando comecei a trabalhar na área. Para as empresas atualmente, uma graduação é requisito básico para contratação de pessoal. Particularmente não conheço boas empresas de TI que contratem profissionais que não estejam no mínimo cursando uma graduação, exceto para casos de profissionais que já estejam na área (estes compensam a falta da graduação com a experiência na área, o nome que conquistaram no mercado de trabalho e certificações).

Diante disso, você também deverá se perguntar, se as empresas contratam alguém sem graduação devido ao fato do mesmo possuir uma certificação, logo a certificação seria o bastante. Vale ressaltar que a graduação deveria proporcionar ao aluno uma base ampla de conhecimento que garanta conhecer todas as possibilidades possíveis de mercado e dessa forma o mesmo seja capaz de decidir qual a área que está estudando é a que mais o agrada.

Por outro lado, a certificação seria de uma forma mais simplória um título que comprova que uma pessoa é alguma coisa. Pela ótica da informática, a certificação é um título expedido normalmente pelas empresas que desenvolvem produtos usados mundialmente (sistemas operacionais, banco de dados, IDE’s de desenvolvimento, equipamentos de rede, técnicas de segurança, técnicas de gestão, etc.), estes títulos visam comprovar que uma pessoa é especialista naquela tecnologia.

O certo seria certificação E diploma

Diante das explanações anteriores, fica visível que a certificação não deveria concorrer com a graduação, logo o título deste post não deveria ser Graduação X Certificação, mas Graduação e Certificação. Mas infelizmente, ainda hoje existem muitas pessoas que acreditam que estes títulos não são complementares ou que um não tem importância quando comparados.

O fato de conseguir entrar no mercado de trabalho não quer dizer que você terá destaque nele, é preciso lembrar que, já se foi o tempo em que os profissionais de TI ficam trancados em uma sala isolados do restante da empresa, isso mudou, os profissionais de TI fazem cada vez mais parte das empresas, tendo que gerar bons serviços e diferenciais competitivos.

Não basta ser um excelente técnico, é preciso saber se relacionar com as pessoas e conhecer o que ocorre nas outras áreas do seu setor e até dos demais setores. De fato as empresas hoje querem não só excelentes técnicos, mas profissionais completos e para ser completo é necessário ter uma boa base. Logo, a meu ver certificações e graduação devem andar lado a lado, especialmente para as pessoas que estão iniciando na área.

Com graduação e certificação suas chances só tem a crescer

Anúncios

12 Respostas

  1. Bem, creio que Graduação no minimo Tecnologica é essencial atualmente, depois da graduação aew sim foca-se na certificação.
    Agora se a pergunta fosse… Pós-Graduação ou Certificação.. Aew meu quero eu diria que Certificação 100%

    • Obrigado pelo comentário. Tenho que concordar com você que para o mercado de trabalho, hoje a certificação está valendo muito mais. Contudo se o seu foco for acadêmico, a pós ainda prevalece. O ideal seria conseguir fazer os dois.

  2. Muito bom o post. Concordo plenamente com os pontos que foram levantados. Ambas são importantes e devem caminhar juntas.

  3. Hoje com a correria do dia-a-dia, fica um pouco difícil dedicar, tempo para trabalhar, estudar, atenção a família e descansar.
    Em minha opinião a faculdade Tecnólogo, Bacharel ou Licenciatura são mais importantes, porque a certificação tem validade e a formação acadêmica não tem. Altos cargos são imprescindível formação superior e experiência, durante a faculdade será difícil, mas vocês superam.
    Na vida queremos tudo para ontem, mas infelizmente existe o tempo para que as coisas não aconteçam ao mesmo momento e às decisões tomadas hoje se refletiram amanhã.

  4. Certificação x Pós-Graduação…acho que depende da sua visão de mercado. Tipo, sabemos que há tempos os concursos públicos estão em alta e por sinal a iniciativa pública hoje em alguns casos pagam melhor do que as privadas! Por exemplo, em um concurso público para professor de uma universidade ou instituo federal, na prova de títulos, acho que a POS levaria a melhor, já sendo em uma iniciativa privada, a certificação iria dá a certeza a empresa de que o profissional que ela está contratando é realmente competente na tal tecnologia.
    No final, eu por exemplo, vou acabar fazendo todas, com o tempo, claro chegar até um Doutorado.

    Mas parabéns pelos esclarecimentos, realmente ainda existe muito profissional que pensa dessa forma e como você falou, a graduação é o requisito mínimo hoje nas seleções.

    Abraços a todos.

  5. Eu acredito que a graduação dá base para conhecimentos teóricos e práticos, já a certificação, apesar de ter sido voltado para a prática, é o inverso, basta decorar um livro que vc tira grande parte das certificações, e muito conhecimento prático pode até atrapalhar na hora de tirar uma certificação, salvo excessões é claro. Outro detalhe, é que nem todo profissional certificado e/ou formado realmente sabem na prática, conheço profissionais não formados cheios de certificação muito bons e pessoas que são formadas e não sabem nem teoria e nem prática, ou seja, depende do profissional, selecionar uma pessoa só pelo currículo acho muito falho e perigoso no mínimo há de se fazer uma entrevista.

    • Acredito que nenhum título seja suficiente para garantir que alguém é bom profissional ou não. Contudo, a falta de títulos pode sim ser uma forma para eliminar previamente alguns candidatos. Mas concordo com você que existem formados e/ou certificados que são péssimos profissionais. Porém, não devemos usar estes maus profissionais como parâmetros. Obrigado pelo comentário.

  6. Tá de parabéns Júlio. O texto mostrou bem a idéia de que todas as formas de aprendizado tem que andar juntas para somar cada vez mais bagagem ao profissional. Conhecimento nunca é demais.

  7. Como dizia Confúcio: “A essência do conhecimento consiste em aplicá-lo, uma vez possuído.” Por isso, penso que não podemos é parar no tempo, devemos sempre buscar adquirir novos conhecimentos e aplicá-lo, seja através de graduação, certificação ou pós. Muitas pessoas pensam que adquirir uma titulação já é o bastante, mas o próprio mercado de trabalho prova que a capacidade deve estar alinhada ao conhecimento e este a prática.

  8. Olá, desculpa o comentário, mas eu conheço excelentes profissionais, talvez os melhores que eu conheça que nunca nem pisaram nessas fábricas de dinheiro (faculdades).
    Acho que em muitos casos o cara pegar ele mesmo o livro e aprender sozinho é bem melhor do que ter q aguentar aquela gente velha e despreparada pra lidar com pessoas e com gestão de conhecimento.

  9. Tudo é relativo, existe sim milhares de profissionais bons que nunca entraram numa faculdade. Porém, tem pessoas que não possui essa mesma facilidade em aprender e precisa sim entrar nessa “fábrica de dinheiro”. O importante é ser um bom profissional não importa como.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: