O que um Especialista de Banco de Dados faz

Um profissional que trabalha com banco de dados é o responsável por administrar o local onde ficam armazenados os dados da organização. Vale ressaltar que atualmente vivemos em uma época que é chamada por muitos como a era da informação, e por esse motivo a informação é um dos bens mais preciosos para todos, e principalmente para as empresa.

Nas empresas a grande maioria das informações são retiradas dos dados por ela armazenados nas operações diárias, por esse motivo o banco de dados é considerado por muitos como um dos maiores trunfos, com isso, o profissional de TI responsável pela manutenção e garantia de que o banco sempre estará disponível e com os dados íntegros é também muito importante e valorizado.

Contudo muitos podem estar pensando o que seria exatamente um banco de dados, bem tecnologicamente falando o conceito mais básico é: um banco de dados é qualquer arquivo onde fiquem armazenados dados, seja um arquivo texto, uma planilha, etc.

Contudo as empresas não podem se dar ao luxo de armazenar as informações das suas operações em um simples arquivo texto, e para resolver esse problema foram construídas estruturas extremamente avançadas que permitem o manuseio dessa informação de modo a garantir a agilidade e segurança dos dados, essas estruturas recebem o nome de Sistemas gerenciadores de banco de dados, ou SGBD’s.

Contudo mesmo sendo estruturas muito bem construídas e que oferecem várias vantagens é fundamental ter profissionais especialistas no SGBD da empresa, onde este profissional irá implementar a instalação, configurar as permissões de acesso, cadastrar e gerenciar os usuários, os processos internos do banco e garantir uma série de requisitos do banco estejam sempre atendendo as metas pré-determinados, abordaremos mais os SGBD’s e o trabalho dos profissionais que trabalham com eles em outros posts.

Pois bem, como já mencionamos um profissional de banco de dados é alguém vital para qualquer organização de médio à grande porte atualmente, pois imaginem, por exemplo, os danos causados pela perda dos dados das contas de um supermercado, e o que dizer se a perda de dados ocorrer em uma multinacional ou instituição financeira?

Um profissional de banco de dados pode ser ainda dividido em três funções:

Administrador de banco de dados (DBA) – Responsável pela administração dos servidores onde ficará o SGBD, acompanhar o desempenho do mesmo, programar rotinas, garantir a segurança do acesso, entre outras tarefas;

Administrador de dados (AD) – Responsável por administrar os dados da empresa, é o responsável por determinar quais tabelas terá no banco, e quais as informações de cada tabela, o que pode ser inserido no banco, entre outras tarefas;

Desenvolvedor de banco – Responsável por desenvolver códigos para o banco, este profissional desenvolve dentro do próprio banco de dados às regras de negócio da empresa, afim de, garantir a consistência dos dados.

De acordo com cada organização estas funções podem ser acopladas ou até mesmo não existir, pode ainda existir outras funções. Mas de fato as funções demonstradas acima são as mais comuns dentro das organizações.

Bem é isso pessoal, não concordam com alguma coisa, Gostariam de acrescentar algo, ou tirar alguma dúvida? Fico aguardando os comentários e sugestões de vocês. Até mais.

About these ads

9 Respostas

  1. Legal o post Julio, continue assim. Abraço

  2. Gostei Julio. Sou observadora, vou ficar atenta aos novos posts….

  3. Considero o banco de dados o coração de qualquer sistema de informação. Se o banco estiver fora, invariavelmente o sistema sofrerá um downtime que prejudicará o negócio. Logo, é essencial que o papel de DBA seja bem desempenhado. Parabéns pelo blog.

  4. esse blog eh show de bola cara! tirei algumas dúvidas que eu tinha sobre os analistas!

    Abraços e sucesso!

  5. Julio, muito bom o artigo. Vou usar como referência para meus alunos e aproveito p/ compartilhar um link que explico com mais detalhes a função de um DBA: http://www.fabioprado.net/2011/04/tarefas-de-um-dba-o-que-faz-um-dba.html

    []s
    Fábio Prado
    http://www.fabioprado.net

    • Obrigado Fábio, fico muito feliz pelos comentários positivos é muito gratificante. Vi o seu site é muito bom parabéns, recentemente fiz uma palestra na universidade que estudei para alguns alunos que estavam nos primeiros períodos sobre o trabalho dos profissionais de banco, para a apresentação além deste texto, inclui para a apresentação uma análise mais aprofundada dos profissionais, em breve estarei postando aqui estes textos.

  6. [...] é muito importante, pois evita sobrecarregar o DBA ou o AD (para conhecer mais o trabalho de ambos clique aqui) com coisas simples, sendo que eles já têm de cuidar de coisas específicas dos seus trabalhos. [...]

  7. Eu trabalhei em uma grande empresa como DBA SQL Server, e meu trabalho era somente tarefas de suporte bem básicas (backup/restore, monitorar espaço em disco, monitorar os arquivos de dados e de logs, fazer shrink, criar e remover usuários, checar se os jobs estão rodando, checar uso de CPU, checar blocked processes). Não sei se é implicância minha, mas DBA que não programa e não se envolve com a aplicação, o sistema, o código, etc, acaba sendo um help-desk de luxo. Outra coisa é o tal do DA. Decidir quais tabelas terá o banco, o que cada tabela armazena. Isto é coisa de analista de sistema, de arquiteto de software porque depende do modelo de classes da aplicação, das regras de negócio. Na minha cabeça o DA não é profissional de banco de dados, alguém com uma certificação MCTS ou OCP, e sim um arquiteto de software.

    • Olá Rafael, obrigado pela contribuição. Quanto ao trabalho do DA eu concordo em partes com você, e atualmente a maioria das empresas não contam com o cargo de DA no seu quadro funcional, ficando essa função distribuída com os analistas de sistemas, arquitetos, DBAs, entre outros. Contudo, por se tratar de um post falando das principais funções dos profissionais que trabalham com banco não poderíamos deixar de comentar desta profissão, que em alguns casos específicos são utilizadas. No que diz respeito as funções de um DBA, seja de qualquer banco, todas as tarefas que você mencionou são de suma importância, pois evita que o banco pare de funcionar ou fique lento. Vale lembrar que se o banco parar. É claro que o nível de importância das atividades de um DBA depende muito das exigências da empresa quanto à disponibilidade do mesmo. Empresas que necessitam dos bancos sempre ativos exigem dos seus DBAs uma participação muito mais ativa, com ajuste de tuning na base de dados para melhorar desempenho, acompanhar o processamento diário para verificar anomalias, garantir que o banco sempre esteja ativo, e neste ponto existe uma demanda que cresce a cada dia, pois muitas empresas não podem mais ficar sem seus bancos. Resumindo, o trabalho do DBA dependendo da empresa pode até ser similar a um help-desk de luxo, porém isso não retrata a realidade, nem a maioria do trabalho dos DBAs que precisam ser técnicos muito competentes e com um conhecimento avançado em muitas áreas para garantir o banco ativo, rápido e consistente em todos os momentos. Concorda com o que eu falei?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: